de repente.... já nos 20?!

Agosto 05 2012

Junho 25 2012

 

Tenho vontade de partir daqui. De rumar a um novo lugar. Um local onde possa começar de novo. Onde ninguem saiba nada de mim. Onde eu não saiba nada de ninguem. Onde possa ser quem quiser. Onde possa viver a vida que quero, no momento que quero.

É dificil levar adiante os objectivos quando estamos num sitio que tantas vezes nos obriga a olhar para trás. Preciso de mudanças. Preciso de aventura. Preciso de alguma coisa nova na minha vida que me faça querer saltar da cama todos os dias.

Preciso de me sentir livre. Independente. Sou jovem. Tenho um mundo inteiro à minha espera e uma vontade enorme de me lançar à aventura..

Uma nova cidade significaria um novo começo para mim. Uma nova vida. Um novo emprego. Novos amigos. Assuata-me por um lado, mas por outro a inquietação. A vontade de sair daqui tomam conta de mim dia após dia. Ando inquieta..

Acho que só não tomei ainda a atitude definitiva porque tenho medo ddo que vou deixar aqui.. tenho medo de deixar os amigos. Tenho medo de deixar o meu "pequeno". tenho medo de ir embora e ser esquecida... sim, estou a ser idiota, mas já tive perdas suficientes nos últimos tempos...

Estes dias por casa estão realmente a fazer-me pensar na minha vida. Tenho feito no balanço de tudo e sim..falta alguma coisa...vamos ver se me consigo orientar e pro a cabeça em ordem nos próximos dias.. a decisão está ali, ao alcance da minha mão, vejo a a oportunidade à frente dos meus olhos, será que tenho coragem para a agarrar!?


Junho 22 2012

 

Tenho aprendido que a vida nem sempre é como desejamos. Tão depressa estamos nos pincaros e tudo corre às mil maravilhas como no no minuto seguinte caímos a pique rumo a um destino incerto.

É verdade que a vida nem sempre nos sorri, mas cada vez mais acho que temos que olhar para cada acontecimento como uma nova oportunidade para crescermos. Para aprendermos algo mais. Para nos tornarmos em pessoas melhores.

A vida muitas vezes troca-nos as voltas e coloca-nos em situações que pensamos (na altura) serem impossiveis de serem ultrapassadas. Mas somos humanos. Somos capazes de coisas impensáveis e a verdade é que de uma maneira ou de outra arranjamos forças e coragem. Lutamos e conseguimos ultrapassar a barreira e um dia, no futuro ao olharmos para trás conseguimos perceber que afinal tudo aquilo que parecia ser tão mau e assustador..acabou por nos trazer onde estamos e talvez por isso, não tenha sido mau de todo.

Sim a vida não é só felicidade. Tem tristeza também, faz parte...

Acho que o segredo é saber apreciar e aceitar o que a vida nos dá. Se é mau será uma oportunidade para nos por-mos à prova e aprendermos algo novo. Se é bom temos que aproveitar ao máximo...

Nada dura para sempre. Felicidade. Tristeza. Momentos bons. Momentos maus. É tudo ciclico. É isso que faz da vida uma jornada tão especial..nunca sabemos o que vamos encontrar amanha no caminho...

Fevereiro 22 2012

Há qualquer coisa de mágico num pôr-do-sol. Muito mais quando é visto à beira mar. É toda uma atmosfera. Um ambiente. A mistura de cores que explode no céu. Aquele mergulhar preguiçoso nas águas tranquilas.

Sim, gosto de pores-do-sol. Se calhar porque são a promessa subentendida que mais um dia chegará. Um novo começo. Uma nova partida.

É engraçado como não me lembro da ultima vez que assisti a um. Mas a um a sério, daqueles que tirão o folgo e nos fazem sonhar...

 


Fevereiro 13 2012

 

E chegou ao fim! Chegou ao fim um estágio que a inicio parecia que seria interminável. Chegou ao fim o curso.

Chegaram aos fim os quatro anos mais intensos da minha vida. Muitos altos e baixos. Muitas barreiras a saltas. Muitos sonhos que ficaram pelo  caminho. Muita coisa boa e outras tantas menos boas. Muita gente que conheci. Amizades que ficam para a vida. Noites loucas na coluna no FRA. Jantares de cinquenta pessoas em cozinhas minúsculas. As serenatas e o peso da capa preta nos ombros. Os cafés intermináveis. Os ENEE's. As conversas e confidencias trocadas.  Os segredos sussurrados . Os amores inconscientes. Muitas aventuras, muitos momentos, muitas memórias intensas que ficam  nestes quatro anos. Memórias que compiladas, se calhar não são mais que 10 minutos de recordações. Mas são daquelas recordações boas que nos aquecem por dentro..

Neste momento nem consigo bem assimilar que acabou! Aliás ainda não me consigo ver com Enfermeira. É estranho, é uma sensação agri-doce!

Vou deixar de ser estudante. Deixar de usar o traje. Deixar de ir ate à escola. Deixar aquelas noitadas loucas e de conhecer sempre pessoas novas. Deixar para trás estes que foram mesmo os melhores anos da minha vida. E está a custar. Está a custar saber que há que seguir em frente…


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO