de repente.... já nos 20?!

Junho 22 2012

 

Tenho aprendido que a vida nem sempre é como desejamos. Tão depressa estamos nos pincaros e tudo corre às mil maravilhas como no no minuto seguinte caímos a pique rumo a um destino incerto.

É verdade que a vida nem sempre nos sorri, mas cada vez mais acho que temos que olhar para cada acontecimento como uma nova oportunidade para crescermos. Para aprendermos algo mais. Para nos tornarmos em pessoas melhores.

A vida muitas vezes troca-nos as voltas e coloca-nos em situações que pensamos (na altura) serem impossiveis de serem ultrapassadas. Mas somos humanos. Somos capazes de coisas impensáveis e a verdade é que de uma maneira ou de outra arranjamos forças e coragem. Lutamos e conseguimos ultrapassar a barreira e um dia, no futuro ao olharmos para trás conseguimos perceber que afinal tudo aquilo que parecia ser tão mau e assustador..acabou por nos trazer onde estamos e talvez por isso, não tenha sido mau de todo.

Sim a vida não é só felicidade. Tem tristeza também, faz parte...

Acho que o segredo é saber apreciar e aceitar o que a vida nos dá. Se é mau será uma oportunidade para nos por-mos à prova e aprendermos algo novo. Se é bom temos que aproveitar ao máximo...

Nada dura para sempre. Felicidade. Tristeza. Momentos bons. Momentos maus. É tudo ciclico. É isso que faz da vida uma jornada tão especial..nunca sabemos o que vamos encontrar amanha no caminho...

Junho 20 2012

 

 

Hoje começa a Verão. Em Portugal esta maravilhosa estação do ano começa precisamente às 23:09h.

Começa hoje, mas meio envergonhado. Está calor sim, mas o Sol teima em escnder-se atrás das nuvens que espalham no céu.

De qualquer forma é oficial, começa hoje a minha época preferida do ano.

As pessoas andam mais felizes. Os dias são intermináveis e quase às 10 h da noite ainda vejo da minha janela os restos de luz no horizonte. Gosto de sair à noite e não ter que levar casaco. Gosto de sair de casa de manha e cheirar a calor( sim é estranho, mas o verão tem um cheiro especial). Gosto de ir para a praia e só sair de lá depois do Sol de põr. Gosto das imperiais à beira-mar. Dos churrascos e das saídas descontraidas com os amihos. Gosto da sensação de liberdade e de "boa vida" que se apodera de mim. Gosto das boas histórias que acontecem no verão. Sim, todo o verão tem uma história. De amor. De aventura. Uma viagem.. Todo e qualquer Verão será relembrado p0or determiunado pormenor...

Começa hoje..que venham a praia, o calor e bronze. Os dias com os amigos. E as noites também. Que venham as boas histórias que nos farão desejar que o Verão não acabe nunca....

 

 

 

Hoje

Março 05 2012

 

Mais dia menos dia acabo sempre por perdoar as pessoas. Acabo por pôr as coisas um bocado para trás das costas. Perdoo, mas não esqueço, afinal sou humana.

Mas perdoo. Dou outra chance. Arrisco e tento ver no que dá. Se existe amizade porquê colocar tudo em risco!? Para mim os amigos o mais importante do mundo. Por isso sim, já perdoei coisas quase imperdoáveis. Já engoli o orgulho e ultrapassei rasteiras que me tinham pregado. Tudo porque para mim amigos são como irmãos. E aos irmãos perdoamos tudo, ou quase tudo.

Isto é quase um defeito crónico. Na altura fico zangada. Triste. Magoada. Digo para mim mesma que não deixo que me pisem novamente..Mas o que é certo é que rapidamente me esqueço destas promessas a mim mesma. Basta um sorriso. Uma palavra. Uma mensagem que me toque direitinha no coração...e derreto-me.

Eu sou assim... Se acho que está errado? Ás vezes sim, por deixar que abusem de mim.

Mas gosto de ser quem sou. Gosto de ser o tipo de pessoas que não guarda rancores. Que arrasta mágoas e raivas a vida toda...

 


Janeiro 16 2012

 

Existem pessoas que são perdedoras por natureza. São fracas. Desistentes. Há quem desista de lutar à mínima dificuldade. Ao mínimo obstáculo. Desistem, se calhar, porque têm medo de arriscar. Porque têm medo de tentar e falharem. Se desistem à partida, como sabem se teriam sucesso. Como sabem como iria acabar? Se não aceitam a chance, o fim fica sempre em aberto, e com as reticencias vêm os "ses". SE eu tivesse tentado. SE eu tivesse feito. SE eu tivesse arriscado. Mas os "ses" não adiantam, porque não podemos voltar atrás... Então porque desistir? Porque parar de lutar? Se queremos uma coisa temos que correr atrás dela porque concerteza não nos vai cair no colo num qualquer serão no sofá. Se queremos realmente uma coisa não devemos virar-lhe costas. Não nos devemos recusar a ver o que está ali ao alcance da nossa mão...

Por isso se realmente desejamos uma coisa, devemos lutar por ela, lutar até que não existam mais forças em vez de simplesmente corrermos no sentido oposto. Fugir é para os cobardes. Quanto a mim, bom eu não quero ser cobarde..

 


Janeiro 15 2012

desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO