de repente.... já nos 20?!

Julho 10 2012

 

 

 

 

Quando era miúda raras eram as vezes em que me deitava sem espreitar debaixo da cama. Confirmava sempre se não estaria por lá escondido um qualquer monstro aterrador que me puxasse os pés durante o sono. E se acordava a meio de uma noite de verão destapada ou com o pé de fora, depressa voltava para baixo das mantas, com cabeça tapada e tudo, deixando apenas um pequeno espaço para poder respirar. Ainda hoje faço isso, se bem que por razões diferentes. Mas há um que de aconchego em deixar-me abraçar pelas mantas e adormecer. É engraçado como mantenho esse hábito, principalmente nas noites de inverno ou quando preciso desesperadamente chorar e deitar as mágoas cá para fora. Enrosco-me nas mantas. Tapo a cabeça e deixo sair. Sinto-me protegida..reconfortada. Se calhar é estranho. Provavelmente sou das poucas #"aves raras" adultas a fazer este disparate.. mas cada um é como cada qual. Eu sou assim, meio louca, meio criança. E se estas pequenas coisas me fazem bem e feliz..bem certamente é porque não estão assim tão
erradas.

 


Outubro 02 2011

 

 

Quando era miuda selava as minhas promessas entrelaçando os mindinhos com a pessoa que se comprometia comigo. Era um gesto mágico para mim. Não pensava sequer quebrar uma promessa de mindinho. É engraçado porque há dias, presenciei um momento desses entre duas pequenas. E que ternura me deu relembrar aquele gesto. Realmente quando somos crianças chega pouco para acreditarmos plenamente em alguma coisa, para nos envolvermos, para nos envolvermos numa causa. É pena que a sociedade vá detorpando essas qualidades com o passar do tempo...


Setembro 16 2011

 

Os últimos dias têm sido cheios. Cheios em todos os sentidos: em horas de trabalho e de estudo, em aprendizagens, em emoções! Esta experiência esta a ser para mim das mais marcantes, daquelas que consegue tocar mesmo cá dentro, mas depois vemos um sorriso, ouvimos uma gargalhada e sentimo-nos bem connosco próprios! Contino com medo, é verdade..é inevitável, mas estou a perceber que é mais fácil do que pensava trabalhar com "aquelas coisas" pequeninas, é preciso é saber levá-los!


Setembro 11 2011

 

 

Amanhã é dia de recomeço. Amanhã é dia de iniciar uma nova etapa, e digamos que estou assim um bocadinho apavorada! Acho que vou gostar, mas mesmo assim tenho medo...acho que é inevitável! É uma experiencia diferente de tudo o que já passámos. Eles não são adultos em miniatura, são miudos e isso, só por si, já altera tudo. Os miudos têm uma fé inabalável que tudo vai correr bem, acreditam que os pós mágicos das fadas os podem curar, dizem que as dores passam apenas com um beijinho, e mesmo doentes continuam a sorrir e a ter força de viver! Sim, a pediatria é diferente de tudo aquilo por que já passei. Tenho medo sim! È responsabilidade a triplicar, são os pais em cima de nós,  que é mais do que normal.. tenho medo, mas parece-me que este estágio vai ser daqueles a recordar. Espero que sim, estou com vontade de começar. Aqui vou, rumo ao mundo das crianças!!


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO