de repente.... já nos 20?!

Abril 11 2013

 

 

 

Ao longo do tempo vamos conhecendo várias pessoas que, por um ou outro motivo, entram na nossa vida e modificam-na por completo. Poem-na de pernas para o ar. Conhecemos esta ou aquela pessoa por quem achamos que largariamos tudo se ela nos pedisse para o fazermos... Achamos, até ao dia que conhecemos a pessoa que nos faz ter essa certeza... Aquela pessoa por quem não pensaríamos duas vezes antes de nos atirarmos ao precipio. Aquela pessoa por quem iríamos até ao fim do mundo. Por quem lutariamos até ao último suspiro..

Aí temos a certeza que por mais pessoas que venham. Por mais pessoas que entrem  e saiam da nossa vida.Por mais tempo que passe..há pessoas que ficam para sempre. Passamos a acreditar que quando é amor..talvez nunca deixe de o ser..

 

 


Janeiro 20 2013

 

E depois há aqueles momentos em que uma palavra nos põe as pernas a tremer. Em que o ar nos falta e no petio bate um coração tresloucado.

Aqueles momentos em que se acende em nós a pequena centelha de esperança e pensamos..será!?

Agosto 05 2012

Julho 18 2012

 

Dou comigo a sentir a tua falta. Muito mais do que seria desejável. Dou comigo a adormecer noites a fio e a ter-te a ti como último pensamento.

Dou comigo a sentir necessidade de te ver todos os dias. De continuar a meter conversa e a picar-te. Dou comigo a pensar que esta situação me consome por ter que secreta.

Dou comigo a querer que mudasse. Que pudesse ser livre. Que pudesse ser demonstrado. Dou comigo a desejar que púdessemos dar as mãos sem ser às escondidas ou quando os nossos amigos não estão a ver. Dou comigo a desejar que nos pudessemos simplesmente abraçar. Dar beijinhos. Ser o que somos um com o outro e não ter que dar explicações.

Temos tudo e não temo nada ao mesmo tempo. Picamo-nos. Rimos. Olhamo-nos ( e quanta intensidade existe nesse olhar). Sentimos o cheiro um do outro. Tocamo-nos de fugida para matar saudade...

Começa a não chegar. Tudo isso começa a não chegar. Se calhar sou demasiado exigente, não sei.

Mas acho que já não tenho idade para isto. Não tenho nada a esconder. Não fiz (não fizemos) nada de mal. Não me queria esconder, mas escondo.. Escondo porque gosto de ti. Porque me preocupo. Porque te quero bem..

Mas dou comigo a pensar...se alguma dia este meu maldito karma de complicar o que é simples, irá simplesmente acabar.

Até  lá continuo a deixar-me ir. Continuo a fugir para ir ter contigo em encontros secretos que me disparam o coração. Continuo a olhar-te nas noites em que saimos, com aquele olhar que diz tudo. Continuamos a sentar-nos lado a ladopara  satisfazer o olfacto, para num discreto roçar de mãos conseguirmos aquecer a alma. Continuamos assim.. neste tudo. Neste nada. Nesta qualquer coisa que não sei o que é. Nesta qualquer cosia que aquece. Que faz sentir falta. Que faz disparar o coração. Querer estar junto. Nesta qualquer coisa que me faz querer passar a eternidade no aconchego de um abraço...

Julho 15 2012

 

 

 

 

 

 

 

"Um dia  tu vais encontrar o homem da tua vida. O teu melhor amigo, a tua alma gêmea,  aquele a quem poderás contar os teus sonhos. Ele vai tirar  o teu cabelo dos olhos.  Vai enviar-te flores quando  menos esperares. Ele vai fica ra  admirar-te durante  os filmes, mesmo que ele tenha pago 8 euros para assistir. Ele vai  liga-ter para  dizer boa noite só porque ele sente  a tua falta. Ele vai olhar no fundo dos  teus  olhos e dizer: ‘’Tu és a mulher   mais bonita do mundo.’’ E pela primeira vez na tua vida, tu vais acreditar.»

Nicholas Sparks


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO