de repente.... já nos 20?!

Agosto 05 2014

 

 

 

Às vezes dou comigo a pensar que deve existir alguma coisa de terrivelmente errado comigo. Não é possível continuar a cair uma vez atras da outra.

Estou naquela idade que começa a estar mais para os trinta do que para os vinte, coisa que já por si me deprime que chegue. Depois olho à volta e vejo os meus amigos mais próximos praticamente todos casados e pais de filhos.. e eu? Eu continuo sozinha, com os sonhos desfeitos e a achar que vou ficar para tia de quinhentos cachopos. Vi os planos e os sonhos em conjunto esfumarem-se à frente do meu nariz. Às vezes ainda choro pelo que ficou por viver, mas enfim.. tudo acontece por alguma razão, espero breve descobri qual a que motivou isto tudo (e espero bem que tenha olhos azuis e 1m80).

A verdade é que começo a sentir falta de ter ‘algo’ a sério. Algo duradouro, Algo que me faça ter realmente certeza que será para sempre…e que o seja de facto!

Quero um amor louco. Puro. Inocente. Alegre.. Um amor que não acabe por motivos pequenos. Que não se modifique por interferências alheias. Quero um amor que saiba ser calmo nas horas certas. Que seja terno. Doce. Inebriante.

Um amor que seja selvagem nas horas adequadas e que nos leve a ambos a três metros acima do céu..

Um amor que cresça cada dia mais um pouco e que consiga ao mesmo tempo haver sempre uma nova descoberta no outro.

Um amor descomplicado. Des’stressado’. ‘desproblemado’. Não perfeito que perfeição não existe…mas que permita que as coisas de resolvam conversando! (e que se converse sempre muito)

Um amor que torne a vida mais simples e mais colorida e repleta daquelas pequenas aventuras deliciosas.

Um amor que não tenha que se preocupar com contas para pagar. Onde não exista espaço para acusações e apontares de dedo. Um amor que deixe a vida fluir e se deixe fluir também

Estou naquela fase de desejar um amor e uma cabana.. acho que ficava estupidamente feliz!


Agosto 02 2014

 

 

 

 

''Gosto de momentos verdadeiros. Quando deixamos cair as nossas máscaras do mundo. Gosto de momentos reais. Gosto de conhecer os dias mal dispostos de quem gosto. Gosto da honestidade de um dia cinzento e de conhecer os sonhos escondidos. Gosto de pessoas verdadeiras, honestas e transparentes.
Gosto do teu lado divertido. Mas gosto ainda mais de conhecer o teu lado real. E pensar o quanto dói quando tudo isto se reume ao passado..."


Julho 29 2014

 

 

 

É que às vezes bate aquela vontade incontrável de voltar no tempo, só para reviver o tempo em o nada era tudo.. acho que nada mais é que hábito! e habito do outro. de estar numa relação..e como hábito que é demora a sair de nós. é uma desintoxicação diária.. e como as pessoas em processos de deixarem dependencias, vao-se contando os dias e as vitórias: 'mais um dia sem pensar em ti'


Julho 20 2014

 

 

 

 

 

as dificuldades da vida podem ser muitas, os atropelos muito mais, mas quando se tem alguém que nos cative e inspire, que nos enche o peito de amor e retribui esse sentimento... temos energia para conquistar o mundo!. Não que estando solteiros não o consigamos fazer, no entanto as vitórias, sem haver quem as partilhe connosco, não têm metade do sabor! Tem que haver alguém a quem ligarmos para dizermos que arranjámos um emprego novo. Ou que tirámos 20 no exame que fizemos a um cadeirão daqueles. Ou que recebemos a quantia x no IRS e podemos ir viajar. Tem que haver alguém a quem ligar ao fim de um dia para partilhar as pequenas felicidades! A verdade é que quando se esta sozinho as cosias adquirem um sabor diferente. Parece que falta algo por muito grande que seja a conquista ou muito alta a barreira ultrapassada! Ouvimos 'parabéns' e felicitações... e, mesmo assim não parece 'suficiente'.. Mesmo assim a nossa mente teimosa insiste em ir só numa direção e deixa escapar um 'gostava que estivesses aqui..' Mas essa pessoa, aquela que era capaz de tornar aquela vitória a melhor de todas..essa pessoa já não está! Cabe-nos a nos então saber lidar com as mudanças da vida e aprender que às vezes, as conquistas são saboreadas sozinhos e mesmo assim podem ser especiais!


Julho 08 2014

 

 

 

 

Há modernices que não percebo ( e agora parecia mesmo a minha avó a falar). Não percebo a facilidade com que se descartam as pessoas e as relações. Não percebo como se passa do 'és o amor da minha vida' para o 'desaparece-me da frente senão atiro-te com um sapato à testa'. Não percebo a facilidade com que se troca de namorado/a e a todos se fazem juras de amor eterno.

Se calhar fui eu que nasci na década errada. Ou melhor..no século errado! Se calhar sou eu que sou tola..porque como diz um maigo meu, isto hoje é o prato do dia. Hoje nada é para sempre. As relações são eternas enquanto duram. Até aparecer outro amor mais promissor que se torne na nova eternidade da pessoa.

Não entendo como se passa do amor à amizade, assim puf, num estalar de dedos. Como é que se faz para controlar a vontade de dizer um 'amo-te'. Como é que se faz quando duas bocas já se conheceram tão bem e agora estão impedidas de se tocarem. como fazer quando o corpo reage e se retesa com um simples toque e não era suposto isso acontecer com um amigo? o que fazer para desligar o botão e passar ao modo amizade?

É estranho..para mim quase impossivel! Pelo menos logo de seguida..existem feridas a sarar. Emoções a tratar. Pensamentos e sentimentos a organizar..

É estranho..quando a pessoa foi o nosso mundo e de repende...é só mais uma enre o grupo!

Com os meus e vinte e uns po'zinhos... já tinha idade para perceber estas coisas! Para parar de acreditar nas histórias da Cinderela e que o amor é para sempre! É que na verdade..ninguem nunca nos explicou o que acontece depois do 'foram felizes para sempre'...se calhar, na maioria das vezes esse para sempre..bom dura até um dos dois decidir que para sempre é muito tempo!


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO