de repente.... já nos 20?!

Outubro 07 2010

 

 

Há dias, numa descontraída conversa de amigas, num dos muitos bares desta cidade, surgiu como tema de conversa o tema “futuro”. Entre ideias mandadas para o ar, perguntaram-me como me via daqui a cinco anos..

Realmente nunca fui pessoa de pensar muito nisso, embora seja uma sonhadora inveterada, o meu forte não e propriamente projectar a longo prazo. Gosto de viver o presente, o agora, da forma mais intensa que seja possível. Porém permito-me por vezes vaguear pelas memórias, visitar os acontecimentos do passado e render-me às memórias felizes. Agora pensar como estarei daqui a cinco anos…sinceramente foi coisa que nunca havia feito… Mas bom, perante a pressão exercida pelas meninas lá pensei no assunto..

Bom daqui a cinco anos terei…aaarrrgg… 26 anos!!!  Serei uma pessoa crescida e responsável, o meu curso estará concluído (óbvio) e espero que o mestrado também… Vejo-me sem dúvida a viver já na minha casinha, ter as minhas coisas organizadas e ser independente..

E no meio de tudo isto, não é que dou por mim a desejar estar casada e com filhos.. (WTF????) estranho, há uns anos atrás negava completamente ter tais desejos, sempre afirmei que ia ficar solteira toda a vida..(isso mudou no dia em que te conheci..as coisas que tu fazes a uma pessoa!!). Mas fundamentalmente vejo-me a ser feliz, a continuar a aproveitar a minha vida ao máximo, rodeada dos meus amigos e das pessoas que mais amo nesta vida.  


Setembro 23 2010

 

 

Hoje estamos ao 296º dia do ano. Hoje faltam apenas 99 dias para iniciarmos um novo ano. Hoje penso que o tempo passou realmente depressa. Que se escapou por entre os dedos como se fosse areia..Quanto mais apertamos, mais ele escapa.

Quando era miúda parecia que o tempo demorava a passar. Os dias duravam eternidades, os anos então nem se fala. Hoje não é bem assim. Hoje pestanejo e PUF, lá se passa mais  um ano. Assusta-me esta rapidez. Assusta-me ver que estou quase a encerrar mais uma fase da minha vida, que daqui a nada acaba a vida académica e sou lançada para o mundo dos “adultos”. Assusta-me a perspectiva de o tempo estar a passar e não saber se vou conseguir atingir as minhas metas, chegar aos meus objectivos. Assusta-me estar a envelhecer, posso parecer tola pensar nisto com a minha idade, mas é verdade que me assusta… A noção do corpo a degradar-se, a progressiva perda de capacidades, a imagem de me ver sozinha, completamente sozinha. Não gosto disso. Não gosto que o tempo passe assim a correr por mim, quase que nem dou por ele. Não quero que passa demasiado depressa. Não quero chegar ao fim do tempo e perceber que me faltou tempo para viver o que queria…


Agosto 01 2010

 

 

 

E assim de mansinho voltas-te a minha vida..voltas-te a infiltrar-te nos meus pensamentos, a encher-me o coração de emoções…

 Voltaste a fazer-me acreditar, ter uma réstia  de esperança que ainda é possível..porque os sentimentos ainda cá estão, porque o coração ainda dispara quando nos olhamos dos olhos e as conversas se tornam inúteis…

Porque os nossos corpos tremeram em uníssono quando nos entregámos ao prazer daquele beijo que conseguiu dizer tanto…

Cada momento foi mágico.. e é bom saber que apesar deste tempo em que a vida nos fez tomar destinos diferentes, agora que nos voltou a unir foi como se nunca nos tivéssemos afastados… a conversa continua a fluir fácil como sempre fluiu, é fácil estar contigo…sempre foi! E é bom, é fantástico estarmos juntos porque nos completamos, porque parece que nos encontramos um ao outro novamente!

E apesar do medo inevitável que ainda me assalta a alma de vez em vez, hoje tenho certeza, tenho muito mais certezas que temos TUDO para dar certo..é verdade que isto parece um novo inicio, temos que recuperar o tempo perdido, mas a verdade é que temos todo o tempo do mundo..

E inevitavelmente fizeste-me baixar as defesas e entregar-me a todos estes sentimentos novamente..por isso vamos lutar por isso, vamos lutar por ser felizes, vamos lutar por construir o “nós” que tanto queremos, que sempre quisemos…


Junho 20 2010

 

 

 

 

 

 

 

E toda ela se exalta, ao ve-lo chegar em esplendor

Toda é desejo, esperança…fervor!

Seu coração dispara…

E as pernas entram em tremor…

Está num turbilhão tal, que  chega quase

Quase a ser dor..

E sua alma se agita e transborda de calor

E dá-se uma entrega total…

Não fosse tudo aquilo amor….

 

 

 

 

 

 


Junho 18 2010

 

 

 

 

 

Porque é que o amor nos faz assim, tão estupidamente frágeis?

Porque é que nos deixa com as pernas a tremer e o coração a bater a uma rapidez tal que parece querer saltar?

Porque é que nos cega de maneira que não vemos nada mais do mundo que não a  pessoa amada? Porque é que nos faz procura-la em cada rosto, tentar encontra-la em cada olhar?

Porque é que essa pessoa se torna o nosso mundo de forma tão intensa?

Porque é que nos põe uma colónia de borboletas no estômago que se revoltam de cada vez que vemos a tal pessoa?

Porque é que nos faz num acto de loucura arrancar o nosso coração e pura e simplesmente entrega-lo assim, nas mãos de outra pessoa?!

Essa coisa de amor é estranha….quase que nos põe doentes, senão vejamos…

Dá tremores, acelera os batimentos cardíacos, dá distúrbios de visão e acessos de loucura… e apesar disso é das coisas da vida que nos faz mais felizes??

 

 

 

 

Conclusão a que chego?? O amor pode ate fazer "mal", mas sabe mesmo bem!!

 

 

 

 

Nós somos um bocado estranhos...não?!

 

 


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO