de repente.... já nos 20?!

Janeiro 12 2012

 

 

Dizem que o amor se transforma. Que fica mais maduro. Que com o passar do tempo deixa de ser aquele sentimento desenfreado que se sentia no inicio...Pode até ser verdade, aliás tem lógica que seja. No inicio o amor é explosivo, é avassalador..com o tempo cresce, solidifica, e esse frenesim inicial pode até diminuir. Contudo um amor que seja verdadeiro não morre. Um amor verdadeiro não diminui porque o borracho que conhecemos aos vinte anos ganhou umas formas mais arredondadas. Um amor verdadeiro não morre apenas porque se chegou aos quarenta e toda aquela necessidade de contacto corpo a corpo reduziu Um amor que é verdadeiro não diminui apenas porque ficamos com rugas espalhadas aqui e ali. Um amor que é verdadeiro há-de ficar sempre jovem. Há-de ter sempre aquela frescura. Um amor que é verdadeiro acompanha-nos a vida toda, com altos e baixos, fases boas e más, alturas mais intensas que outras..Mas um amor que é verdadeiro jamais fica velho, jamais se encarquilha, já mais de desgasta....

 


Ola Sophia!
Concordo plenamente contudo, o amor nunca morre porque se morrer é porque não era, de facto, amor. Daí ser tão dificil encontrarmos o amor verdadeiro, porque uma coisa tão grandiosamente especial merece ser rara para que lhe seja dado o devido valor!! ;D
Gosto muito do teu texto!
Beijinhos, Diana.
Diana a 12 de Janeiro de 2012 às 21:31

Olá Diana,
Obrigada =) é verdade que é raro, dificil de encontrar..às vezes quase impossivel. Mas quando acontece, sabemos simplesmente que valeu a pena esperar!!
Beijinhos, Sophia**
Sophia a 13 de Janeiro de 2012 às 16:01

desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

20
21

22
27
28

29
31


pesquisar
 
blogs SAPO