de repente.... já nos 20?!

Setembro 22 2010

 

 

No outro dia li algures uma frase que me deixou a pensar..” a vida não se mede pela quantidade de vezes que respiramos, mas sim pelos momentos que nos tiram o fôlego” realmente é verdade, são esses momentos que nos fazem ver que realmente vale a pena viver, que existe um sentido maior para andarmos neste momento.

Momentos que são capazes de nos deixar atónicos, completamente sem palavras e querer parar o relógio exactamente naquele momento. Sim há momentos que nos tiram o fôlego. Momentos que deixam profundas marcas em nós. Momentos que quando lembrados nos fazem ter uma vontade desesperada de voltar atrás no tempo para os voltar a saborear..

Momentos desses já tive uns quantos.. deliciosos, saborosos momentos que me deixaram sem palavras. Que men tiraram o fôlego.


Setembro 21 2010

 

Passei os últimos dias a tentar afastar-te dos meus pensamentos, a tentar convencer-me a mim mesma que te quero esquecer, que quero apagar a esta história, a nossa história. Mas a verdade é que não consigo. Simplesmente não me é possível. Até ando bem um ou dois dias, mas depois quando menos espero assaltas-me a memória, entras de rompante sem sequer pedir licença  ( e não tens que o fazer, já estás mais que instalado), e entro em turbilhão novamente.. entro no bar onde costumamos ir, vou ao jardim onde depois daquele beijo tive a certeza do que sentia, passo na rua onde ainda ouço o sussurrar da tua voz no meu ouvido... E arrepio-me porque caiu em mim e vejo que é impossível esquecer-te assim, por muito que sofra com as tuas atitudes, por muito que não as perceba..és e serás sempre uma pessoa especial! Como te tornaste tão especial? Porque? As vezes ainda me questiono…mas pode ser que exista ainda uma explicação, pode ser que exista hipótese. As coisas não acontecem por acaso e depois de tudo a nossa história não pode acabar desta maneira. Mas digo-te, estou a perder as forças, o ânimo e parte de mim própria, não sei quanto tempo mais conseguirei aguentar. Mas de uma coisa tenho a certeza, este sentimento aumenta a cada dia que passa, fica cada vez maior. Nunca senti tal coisa por ninguém. Dá-me um sinal por favor. Um sinal que me faça voltar a ganhar forças.Não me afastas, não me faças querer parar de gostar de ti. Não me faças querer esquecer a nossa história. Eu quero acreditar. Quero lutar e vencer, mas sozinha começa a tornar-se difícil.


Setembro 20 2010

 

 

 

 

Hoje acaba o verão. E com ele leva os dias de praia, o calor infernal que se fez sentir, as viagens, as saídas com os amigos, as recordações. Ficam as memórias e as histórias para recordar mais tarde, que nos aquecem a alma nos mais frios dias de Inverno. Hoje começa o Outono. Ao olhar pela janela consigo já ver sinais que ele anda de facto por ai. As cores já começaram a mudar para os tons acastanhados, as folhas já andam por aí em danças loucas, o Sol já perdeu alguma da sua intensidade. Sim, o Outono já começa a andar por aí.. mas a verdade é que até já sinto saudades daqueles dias em que está a chover lá fora e me aninho no sofá a ver um bom filme e a ver pipocas, já sinto saudades de passear pelas ruas desta cidade com um certo friozinho a fazer-se sentir e depois ir beber um óptimo chá para aquecer a alma (lembras-te?) .O Outono começa hoje e com ele trás uma série de datas especiais e o mais estranho é que ainda não tenho a certeza se isso me vai fazer bem ou mal..Já lá vai quase um ano desde que nos conhecemos ( e já se passou tanta coisa), realmente o tempo passa rápido demais… O Outono começa hoje. Espero que com ele me traga um pouco da paz que preciso. Que mate as saudades que sinto.Que me devolva a pessoa que me faz sentir todo este amor, desta forma que nunca antes havia experimentado. Sim o Outono chegou…que seja bem vindo!


Setembro 19 2010

 

 

Ás vezes tenho vontade de te riscar da minha vida. Tenho vontade de apagar tudo o que já vivemos juntos. Tenho vontade de arrancar o coração para parar de sentir tudo isto. As vezes tenho vontade de parar de escrever para ti, mas embora saiba que não lês estes textos e nem sequer sabes da sua existência, faz-me bem. Faz-me bem escrever para ti, já que na maioria das vezes não tenho coragem para te dizer as coisas quando nos olhamos olhos nos olhos…

Estou triste. Sim, estou muito triste. Tens-me posto doente e embora saiba que andas mal e que este afastamento faz parte da tua personalidade, não consigo deixar de me sentir magoada. Magoada, traída, enganada…sinto-me infeliz como há muito tempo não sentia e depois como penso demais inevitavelmente tenho andado a morrer de véspera como o peru. Não nos vemos há umas semana, aliás..desde que dormimos juntos, desde que matamos as saudades que nos consumiam há tanto tempo..E mudaste comigo. Acabou o gosto de ti, o “bom dia amor”.Mudou a forma como me tratavas. Achas que isso não magoa?? Magoa sim, magoa muito. É verdade que a parva posso ter sido eu, provavelmente acreditei no que não devia. Se calhar sou demasiado inocente e concerteza gosto demasiado de ti..e tu sabes disso. Talvez seja o que mais magoa, ficar a saber que não és a pessoa que mostravas ser, que não és esse ser fantástico, que não és “a minha pessoa”. Desculpa lá se me apaixonei por ti…se calhar a parva fui eu!!


Setembro 18 2010

 

Olha bem para esta foto! Vês?? Consegues realmente ver?Sentir a felicidade que ela transmite??

Vês essa rapariga? Essa mulher que corre livremente provavelmente com um sorriso no rosto? Vamos presumir que essa sou eu..

Vês?? Consegues percebes?? Agora olha para o lado e vê o rapaz… o homem que está ao meu lado, que podes perfeitamente ser tu, se não parares de recuar, se ainda conseguires chegar a tempo…


desabafos, comentarios, disparos e caturreiras..enfim, pedaços de vida de uma miuda de 20 anos a quem nunca NADA, mas mesmo nada corre como o planeado...
mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
16

25

28
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO